BIOphotos - Nature Stock Photos

BIOphotos, Fotos Natureza, Imagem Natureza, Banco Fotos, Banco Imagens, Photos, Images, Dicas, Imagenes, Royalty Free, Fotografia Imagens, High Resolution, Photo Sites, Photographs, Imagens Fotos, Images Bank, Stock Photos, Photos Search, High Definition

Blog


          Notícias e Novidades sobre os mundos da

            Fotografia e Biologia


Todos os artigos presentes nesta seção são divulgados com prévia autorização dos autores indicados pela fonte. Nenhum vídeo é armazenado pelo BIOphotos, sendo estes hospedados por terceiros.

All present articles in this section are published with permission of the authors listed by the source. No video is stored by BIOphotos, which are hosted by third parties.


view:  full / summary

Canon ou Nikon: as melhores cameras em um unico comparativo

Posted on November 16, 2013 at 5:15 PM Comments comments (0)

Canon vs. Nikon: as melhores opções de câmeras com recursos profissionais 

 

Texto e fotomontagem de Carlos Marcelo Ribeiro sobre fotos de divulgação     

 


Sensores com mais megapixels e menos ruído, processadores mais velozes, monitores móveis e sensíveis ao toque.

Apresentamos 6 dos melhores modelos de câmeras lançados nos últimos anos pela Canon e Nikon.

Confira essa batalha tecnológica.



Câmeras DSLR de entrada
Canon EOS Rebel T5i vs. Nikon D5200

 

 

A Canon EOS Rebel T5i, ou Canon EOS 700D como é chamada na Europa, foi lançada em março de 2013. Esse modelo foi muito criticado por apresentar poucos avanços em relação à sua antecessora, a Canon EOS Rebel T4i. Recursos como a resolução de 18 megapixels (MP), a gravação de vídeos em full HD e o monitor móvel de 3 polegadas sensível ao toque foram mantidos. As diferenças entre os dois modelos são mínimas. A T5i apresenta o disco de modos de operação com rotação de 360°, que fornece maior facilidade e agilidade para selecionar o modo de disparo da câmera. Além disso, a T5i apresenta filtros criativos, ou seja, podem ser aplicados efeitos nas imagens no modo “Live View”. Além disso, a Canon afirma que a T5i possui um acabamento mais durável que a T4i.

Por outro lado, a principal rival da Canon T5i, a Nikon D5200, trouxe várias melhorias em relação à sua antecessora, a Nikon D5100. A D5200 foi apresentada ao mercado em novembro de 2012 e trouxe avanços no sensor, agora com 24 MP, novo processador de imagens, monitor móvel de 3 polegadas, gravação de vídeos em full HD, além da opção de transmissão de imagens e controle da câmera remotamente utilizando-se um adaptador.



 

 Especificações

 Canon T5i

 Nikon D5200        

 Megapixels
 18 MP
 24 MP
 Monitor

 3 polegadas, móvel,

sensível ao toque 

 3 polegadas, móvel
 Disparo contínuo de imagens  5 fps*
 5 fps
 Foco automático
 9 pontos
 39 pontos
 Gravação de vídeo Full HD  Full HD
 ISO  100 - 12.800 (25.600 no modo expandido)
 100 - 6.400 (25.600 no modo expandido)
 Ruído aceitável
 até ISO 3.200
 até ISO 1.600
 Preço médio

 $ 800,00 (kit com objetiva 18-55 mm)

  $ 800,00 (kit com objetiva 18-55 mm)

 Pontuação

6  6
 Melhor opção: empate técnico 

*fps = frames por segundo



 

Câmeras full frame de entrada
Canon EOS 6D vs. Nikon D610

 

 

A Canon EOS 6D é a menor e mais leve full frame da marca. É considerada pela Canon como uma full frame de entrada, pois é mais simples e possui preço mais acessível que a Canon 5D Mark III.

O sensor full frame possui este nome por possuir a mesma área do filme fotográfico de 35 mm (36 mm x 24 mm). O filme recebeu esta denominação devido à largura da película fotográfica que mede 35 mm.

A Canon EOS 6D possui sensor de 20,2 MP, faz 4,5 imagens por segundo, além de possuir wi-fi e GPS incorporados à câmera. Um ponto negativo é a ausência do flash embutido na câmera. A EOS 6D foi lançada em setembro de 2012.

 

Já a Nikon D610 foi lançada em outubro de 2013 e é considerada uma “réplica” da Nikon D600, pois apresentou modestas melhorias. Possui sensor full frame de 24,3 MP, grava vídeos em full HD e faz até 6 imagens por segundo, contra 5,5 da Nikon D600. Possui como novidade o modo de disparo silencioso, no entanto, a sequência de disparos diminui para 3 imagens por segundo.

 


 Especificações

 Canon 6D

Nikon D610     

 Megapixels
 20,2 MP
 24,3 MP
 Monitor

 3 polegadas

 3,2 polegadas
 Disparo contínuo de imagens  4,5 fps*
 6 fps
 Foco automático
 11 pontos
 49 pontos
 Gravação de vídeo Full HD  Full HD
 ISO  100 - 25.600  (102.400 no modo expandido)  100 - 6.400 (25.600 no modo expandido)
 Ruído aceitável
 até ISO 6.400
 até ISO 3.200
 Preço médio

 $ 2.000,00 (apenas o corpo)

  $ 2.000,00 (apenas o corpo)

 Pontuação

 3  6
 Melhor opção: Nikon D610

*fps = frames por segundo


 

 

Câmeras profissionais top de linha 
Canon EOS-1D X vs. Nikon D4

 

 

O modelo profissional da Canon a EOS-1D X foi lançado em março de 2012. Possui sensor full frame de 18 MP e disparo contínuo de até 14 imagens por segundo. A EOS-1D X possui entrada para 2 cartões de memória CF (Compact Flash) para uso simultâneo na câmera.

 

A principal concorrente da Canon EOS-1D X é a Nikon D4, câmera profissional da marca que foi lançada em janeiro de 2012. Com 16,2 MP permite realizar até 10 imagens por segundo. A D4 também possui duas entradas para cartão de memória, uma para CF e outro para XQD, novo formato de cartão que possibilita um fluxo de trabalho mais rápido.

 

A Canon EOS-1D X e a Nikon D4 possuem grip vertical incorporado, que melhora a ergonomia e aumenta a autonomia da câmera.

 

Devido à elevada sequência de disparos que podem realizar, estes modelos profissionais são indicados para captar cenas que ocorrem em frações de segundo como, por exemplo, em eventos esportivos e coberturas jornalísticas.



 

 

 Especificações

 Canon EOS-1DX 

Nikon D4

 Megapixels
 18 MP
 16,2 MP
 Monitor

 3,2 polegadas  

 3,2 polegada
 Disparo contínuo de imagens  14 fps*
 10 fps
 Foco automático
 61 pontos
 51 pontos
 Gravação de vídeo Full HD  Full HD
 ISO  100 - 51.200 (204.800 no modo expandido)
 100 - 12.800 (204.800 no modo expandido)
 Ruído aceitável
 até ISO 6.400
 até ISO 6.400
 Preço médio

 $ 7.000,00 

  $ 6.000,00

 Pontuação

7
 5
 Melhor opção: Canon EOS-1D X  

*fps = frames por segundo

  

Outros parâmetros a serem levados em consideração para a escolha de sua câmera

Além dos parâmetros avaliados acima, a nitidez da imagem e a acuidade na reprodução de cores são características extremamente importantes para a obtenção de boas imagens. Deve-se ressaltar que a qualidade final da imagem é resultado de um conjunto de fatores, como o sensor, o software de processamento e a objetiva da câmera que foram utilizados.

Parâmetros como a nitidez da imagem e a acuidade na reprodução de cores normalmente não são fornecidos pelas fabricantes e podem ser avaliados por programas específicos, como o Imatest.


 

 

Para saber mais:

http/www.photographyblog.com

http://www.fotografemelhor.com.br




 



 

Direitos Autorais - como utilizar fotos da internet e de bancos de imagens legalmente

Posted on October 2, 2013 at 7:10 PM Comments comments (0)

Usar imagens sem autorização é crime e fere a Lei de Direitos Autorais

Texto e Fotos: Carlos Marcelo Ribeiro

Com o surgimento dos buscadores de imagens tornou-se ainda mais fácil encontrar a foto desejada para seu trabalho ou projeto.

 

Simultaneamente constatamos um aumento considerável na utilização indevida de imagens e na prática de crimes que ferem os direitos autorais.

 

Leia este artigo antes de copiar fotos da internet e saiba como é prático e acessível utilizar os bancos de imagens.

 

 

Seja para trabalhos acadêmicos, livros, revistas, jornais, sites, blogs, Fine Art, projetos ou apresentações empresariais, todos necessitam de imagens atraentes que sejam capazes de prender a atenção dos leitores e sintetizar a mensagem que se deseja transmitir ao público.

 

Porém saiba que grande parte das imagens encontradas após uma rápida busca no Google Images são não gratuitas. Todas as imagens localizadas possuem um autor, que detém os direitos autorais da obra. Assim, para poder copiar e reproduzir uma imagem deve-se obter uma autorização do autor da obra, neste caso, o fotógrafo.

 

Uma imagem que foi indevidamente copiada ou editada também pode ser facilmente localizada pelo autor através do Google Images. Assim, torna-se simples encontrar o responsável pela utilização ilegal da fotografia.

 

O fotógrafo por sua vez deve tomar muita cautela ao fotografar para que não seja processado por registrar marcas, obras de arte, monumentos e pessoas indevidamente. O profissional deve analisar cada caso e tema especificamente para que não venha a ter futuros problemas envolvendo direitos autorais.

 

 

Direito Autoral: A diferença entre Direito Patrimonial e Direito Moral

 

Os Direitos Patrimoniais conferem ao fotógrafo, autor da obra, a possibilidade de comercializar suas imagens da forma como bem entender. Assim, uma foto poder ser copiada, reproduzida ou editada exclusivamente com a autorização prévia do fotógrafo. Essa autorização pode ser concretizada na forma de um contrato, especificando o período e o veículo em que estas imagens poderão ser utilizadas por uma empresa ou pessoa física. O tempo de proteção dos direitos patrimoniais de uma fotografia é de 70 anos, contados a partir de 1° de janeiro do ano seguinte em que a obra foi divulgada.

 

Já os Direitos Morais do fotógrafo são inalienáveis e irrenunciáveis, ou seja, não podem ser comercializados ou transferidos a terceiros. O fotógrafo não pode se livrar dos direitos morais mesmo que seja de sua vontade própria. Os direitos morais, mesmo após o pagamento de um cliente, continuam pertencendo ao fotógrafo.

 

Assim, o fotógrafo pode solicitar a autoria da foto a qualquer momento e exigir que seu nome seja publicado junto à imagem de sua autoria.

 

O nome do autor dando crédito à imagem é um direito do fotógrafo, não um favor de quem realizou o licenciamento, ou seja, comprou a foto.

 

Após a morte do autor os direitos patrimoniais passam a seus herdeiros, e, permanecem sob o domínio destes por 70 anos. Somente após este período, ou na ausência de herdeiros, a foto passará a ser de domínio público.


Caso a obra tenha sido realizada em co-autoria, os direitos cairão em domínio público 70 anos após o falecimento do último autor.

 

 

A diferença entre Royalty-Free e Direito Controlado

 

O licenciamento Royalty-Free permite que o comprador utilize as imagens quantas vezes quiser, ilimitadamente.

 

Já o licenciamento de imagens da forma Direito Controlado estabelece regras para a utilização das imagens, como tipo de mídia, país em que as imagens serão usadas, tiragem em caso de publicações impressas e tempo de circulação.

 

Caso não seja indicado no contrato o período para o licenciamento da imagem, fica automaticamente estabelecido o prazo máximo de 5 anos.


 

Manipulação de imagens

 

Muitas imagens são construídas pela edição ou fusão de várias fotos ou ilustrações realizadas sobre uma imagem. Neste caso específico de fotomontagens os créditos pertencem ao fotógrafo da imagem original e também ao profissional que editou licitamente a foto, originando assim, um novo trabalho em co-autoria.

 

 

A utilização de imagens grátis e a compra de fotos em Bancos de Imagens 

 

Normalmente opta-se por utilizar fotos grátis quando a exclusividade das imagens não se faz necessária, pois estas são baixadas milhares de vezes, e, em muitas ocasiões, não são disponibilizadas em alta resolução. Nesta situação, empresas concorrentes poderiam até mesmo utilizar a mesma imagem sem ter o conhecimento do fato. Deve-se atentar também à legitimidade dos sites que disponibilizam imagens grátis. Estes sites devem possuir a autorização dos autores das fotografias para que possam disponibilizá-las para download.

 

Muitas vezes os bancos de imagens pagos oferecem opções infinitamente maiores e de melhor qualidade quando comparados aos bancos de imagens grátis.

 

No caso do licenciamento de imagens, pode-se até mesmo requerer a exclusividade para se utilizar uma determinada foto.

 

Pagando um pequeno valor anual é possível adquirir centenas de imagens. Alguns bancos de imagens pagos também fornecem semanalmente uma foto como cortesia aos usuários cadastrados.

 

Para fotos adquiridas em bancos de imagens os créditos devem ser indicados de forma completa incluindo o nome do fotógrafo, o nome da coleção a qual a foto pertence e o nome do banco em que a foto foi adquirida.


Os riscos de utilizar imagens ilegalmente

 

Usar imagens indevidamente é crime, fere a Lei de Direitos Autorais e pode resultar em processos, multas, ações judiciais, custos elevados com a contratação de advogados e até mesmo, em situações extremas, culminar em sentenças criminais. Por isso, evite complicações futuras.

 

Atualmente existem bancos de imagens com milhões de fotos em alta resolução e elevada qualidade, sendo possível licenciá-las através de licenças Royalty-Free por valores acessíveis a todos os bolsos.

 

 

Para saber mais sobre Direito Autoral:

 


LEI Nº 9610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1999

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9610.htm

 

LEI Nº 12.853, DE 14 DE AGOSTO DE 2013

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2013/Lei/L12853.htm#art10

 

Licenciamento de Imagens

http://licenciamentodeimagens.com/

 

Photography Masterclass: Dicas e truques espetaculares para fazer fotos da natureza selvagem

Posted on July 22, 2012 at 10:30 PM Comments comments (0)


Descubra os segredos dos fotógrafos da BBC Wildlife Magazine e aprenda a fazer registros incríveis da natureza


A revista britânica BBC Wildlife Magazine, especializada em fotografia de vida selvagem, trouxe 21 encartes especiais ao longo de suas edições, com dicas e truques de diversos mestres no assunto.

.

Os encartes são verdadeiras aulas de fotografia de natureza. Sugestões práticas dos especialistas o ajudarão a compreender e analisar o ambiente a ser fotografado e a melhorar seus registros.

.

As aulas abordam grandes temas, como a fotografia de paisagens, plantas, invertebrados, anfíbios, répteis, aves e mamíferos.



Você também aprenderá conceitos e informações técnicas para fazer fotos subaquáticas e a registrar o comportamento animal, tudo ilustrado com imagens que são verdadeiras obras de arte.

.

Confira os temas abordados nas aulas de fotografia:

.

1: Landscapes

2: Mammal portraits

3: Plants

4: Dusk to dawn

5: Underwater

6: Invertebrates

7: Birds in flight

8: Animals in their environment

9: Bird portraits

10: Reptiles and amphibians

11: Creative visions of nature

Wildlife photography tips from the masters

12: Wet weather

13: Cold weather

14: Black and white photography

15: Urban and garden wildlife

16: Zoo photography

17: Bird behavior

18: Mammal behavior

19: Extreme close-up

20: Innovative wildlife photography

.

Acesse o link para fazer o download das aulas: Masterclass Photography


Supercomparativo: Canon vs. Nikon. Quem leva a melhor?

Posted on March 10, 2012 at 10:50 AM Comments comments (0)

 

Confira o comparativo entre duas das melhores marcas de câmeras digitais do mundo, Canon e Nikon

 



 

 

Apresentamos a seguir uma análise entre 3 modelos de câmeras da Canon e 3 DSLRs da Nikon. Todos apresentam tecnologia de ponta e recursos avançados que o ajudarão a obter imagens excelentes.


Para entender ainda mais sobre os parâmetros que devem ser considerados em sua decisão, leia este artigo com 10 dicas para comprar uma câmera digital.

 

Confira as principais diferenças entre esses 6 modelos e escolha a opção que melhor atenda às suas necessidades e  que se enquadre em seu orçamento.

 

 

 

Canon T3 vs. Nikon D3100

 


 

 A Canon Rebel T3 ou EOS 1100D, como é chamada na Europa, é uma versão menos sofisticada que a Canon Rebel T3i. A T3 possui sensor de 12,2 MP, monitor fixo de 2,7 polegadas e grava vídeos apenas em HD.

 

Por outro lado, o modelo de entrada da Nikon D3100 é equipado com sensor de 14,2 MP, monitor fixo de 3 polegadas e gravação de vídeos em Full HD.

 

 

 

 Especificações Canon T3
  Nikon D3100
 
 Megapixels
 12,2 MP
  14,2 MP
x
 Monitor 2,7 polegadas
  3 polegadas
x
 Disparo contínuo de imagens 3 fps*
x 3 fps
x
 Foco automático
 9 pontos
  11 pontos
x
 Gravação de vídeo HD  Full HD
x
 Autonomia da bateria 440 fotos

 550 fotos
x
 ISO 100 - 3200
x 100 - 3200
x
 Ruído aceitável
 até ISO 1.600
x até ISO 1.600
x
 Battery grip
 não possui
  não possui
 
 Preço no Brasil (kit com lente 18- 55 mm  f/3.5-5.6)
 R$ 1.800,00x R$ 2.200,00 
 Pontuação  4  8

*fps = frames por segundo

 

 

 

 

Canon T3i vs. Nikon D5100

 


 

 A Canon Rebel T3i ou EOS 600D, nome adotado no continente europeu, apresenta um sensor de 18 MP, monitor móvel articulado de 3 polegadas e grava vídeos em Full HD.

 

 O outro modelo de entrada da Nikon D5100 possui sensor de 16,2 MP, monitor articulado de 3 polegadas e grava vídeos em Full HD.

 

 

 

 Especificações Canon T3i
  Nikon D5100
 
 Megapixels
 18 MP
x 16,2 MP
 
 Monitor móvel de 3 polegadas
x  móvel de 3 polegadas
x
 Disparo contínuo de imagens 3,7 fps*

 4 fps
x
 Foco automático
 9 pontos
  11 pontos
x
 Gravação de vídeo Full HDx Full HD
x
 Autonomia da bateria 700 fotos
x
 660 fotos

 ISO 100 - 6400
x 100 - 6400
 
 Ruído aceitável
 até ISO 1.600
x até ISO 1.600
x
 Battery grip
 possui
x não possui
 
 Preço no Brasil (kit com lente 18 - 55 mm  f/3.5-5.6)
 R$ 2.400,00x R$ 3.000,00 
 Pontuação  8  5

 *fps = frames por segundo

 


 

Canon 60D vs. Nikon D7000

 


 A Canon EOS 60D possui sensor de 18 MP, monitor articulado de 3 polegadas, faz 5,3 imagens por segundo e grava vídeos um Full HD.

 

O modelo intermediário da Nikon, D7000, possui sensor de 16,2 MP, monitor fixo de 3 polegadas, faz até 6 imagens por segundo e gera vídeos em Full HD.

 



 Especificações Canon 60D
  Nikon D7000
 
 Megapixels
 18 MP
x 16,2 MP

 Monitor móvel de 3 polegadas
x fixo de 3 polegadas
 
 Disparo contínuo de imagens 5,3 fps*

 6 fps
x
 Foco automático
 9 pontos
  39 pontos
x
  Gravação de vídeo Full HDx Full HD
x
 Autonomia da bateria 1.100 fotos
x
 1.050 fotos
 
 ISO 100 - 6400
x 100 - 6400
x
 Ruído aceitável
 até ISO 1.600
x até ISO 1.600
x
 Battery grip
  possui
 x possui
x
 Preço no Brasil
 R$ 4.200,00 (kit com lente 18 - 135 mm  f/3.5-5.6)x R$ 6.000,00 (kit com lente 18 -105 mm  f/3.5-5.6)
 
 Pontuação  8  6

*fps = frames por segundo

 

 

 

 A 60D é considerada uma câmera intermediária pela Canon e foi lançada em 2010. Já os modelos T3 e T3i são classificados como câmeras de entrada pela fabricante e foram apresentados ao mercado no início de 2011.


 

 A D7000 e a D3100 foram lançadas no final de 2010, e a D5100 foi apresentada no começo de 2011.


 

Parâmetros não levados em consideração no teste

 

A nitidez e a acuidade na reprodução de cores são características extremamente importantes para a obtenção de boas imagens e são o resultado de um conjunto de fatores, não somente da lente utilizada.

 

A nitidez e a acuidade na reprodução de cores são características inerentes ao sensor, o software de processamento e a objetiva da câmera.

 

Esses parâmetros podem ser avaliados por programas específicos, como o Imatest, pois não são fornecidos pelas fabricantes.

 

Optando-se por um bom kit, ou seja, uma boa câmera e uma lente razoável, pode-se fazer um upgrade posteriormente. Já uma boa objetiva pode chegar a custar aproximadamente 10x o valor da câmera. O que não vem a ser uma boa opção para um iniciante.


 


Fonte: http://www.photographyblog.com/


 

 

Curso Gratis de Fotografia Digital com Certificado

Posted on January 21, 2012 at 2:55 PM Comments comments (0)

A Fundação Bradesco, por meio da Escola Virtual, oferece o Curso Básico de Fotografia Digital inteiramente gratuito

 



 

Se você gosta de fotografar, mas não possui nenhum conhecimento sobre fotografia digital, indico a realização do curso on-line oferecido pela Fundação Bradesco e disponível no site da Escola Virtual.

 

O curso possui duração de 28 h e o cadastro deve ser realizado na própria página da Escola Virtual. Lembre-se de desabilitar o bloqueador de popups de seu navegador antes de efetuar o cadastro.

 

Com linguagem simples e de fácil entendimento, o curso se inicia com uma breve abordagem sobre a História da Fotografia. Também são expostos conceitos básicos de fotografia digital, como as principais diferenças entre os modelos de câmeras compactas, compactas avançadas e DSLR.

 

Você entenderá as vantagens e desvantagens ao se utilizar os formatos de arquivo em JPEG, TIFF e RAW. Aprenderá dicas sobre o uso do flash e conhecerá macetes de composição para melhorar ainda mais suas fotos.

 

Os módulos do curso são compostos por áudios, vídeos, imagens e ilustrações que facilitam o entendimento dos conceitos.

 

O curso de fotografia digital está dividido em 4 módulos:

 

Módulo 1 - Apresentação

 

Módulo 2 - Luz, câmera, assunto e ação!

 

Módulo 3 - Recursos e vantagens

 

Módulo 4 - Como fotografar melhor

 

Para receber o certificado do curso básico de fotografia digital, você deve realizar uma avaliação composta por 10 questões e obter um aproveitamento mínimo de 70%.

 

 

Assista a um dos vídeos que compõe o curso:

 

You need Adobe Flash Player to view this content.






 

Como ativar o modo ISO 12.800 nas cameras Canon Rebel?

Posted on October 29, 2011 at 1:25 PM Comments comments (0)


Aprenda em 5 passos a utilizar o modo expansível para ISO 12.800 disponível nas câmeras Canon Rebel T1i, T2i, T3 e T3i.


Os elevados valores de sensibilidade ISO são indicados para situações de baixa luminosidade. Para essas ocasiões, conseguir o registro é mais importante do que obter uma imagem de alta qualidade. Assim, a foto muitas vezes apresentará ruído elevado, ou seja, uma textura granulosa. Por outro lado, valores ISO próximos a 12.800 evitam que fotos noturnas saiam tremidas e, em alguns casos, podem até mesmo dispensar o uso do flash.

 

 

1 – Ligue a câmera e selecione o modo ISO. Observe que a sensibilidade máxima apresentada é ISO 6.400.

 


 



 


2 – Acione a tecla MENU. Pressione as setas para baixo/cima e direita/esquerda para navegar pelo menu. No penúltimo ícone, identificado por uma chave inglesa, selecione a opção Funções personalizadas (F.Pn), pressionando a tecla SET.

 



3 –  Observe que a câmera está programada para o modo OFF. Altere para o modo ON, pressionando a tecla SET.





 


4 – Retorne à tela principal, pressionando a tecla MENU.




 

5 – O modo expansível para ISO 12.800 já está ativado, sendo indicado no menu principal pela letra H.

 


  

  




 

10 dicas para comprar uma camera digital

Posted on October 22, 2011 at 10:40 PM Comments comments (0)

Qual câmera comprar?


Qual a melhor marca de câmera digital?

 

 

 

Diante da enorme variedade de marcas e modelos existentes no mercado, é natural que o comprador fique em dúvida na hora escolher a câmera que melhor atenda às suas necessidades.

 

 Entender alguns dos principais recursos que as câmeras digitais oferecem é um bom começo para tomar uma decisão mais precisa. A seguir estão listadas algumas dicas básicas que o ajudarão a optar pela câmera de melhor custo benefício.

 

 De imediato, faça algumas perguntas: Qual o objetivo da compra, uso profissional ou pessoal? Quanto pretendo investir na compra da câmera fotográfica?

 

 

1 – MEGAPIXELS

 

A quantidade de megapixels não deve ser o único item a ser levado em consideração na hora da escolha da nova câmera. Uma ótima imagem será originada por vários fatores, como a qualidade do sensor, o uso dos recursos adequadamente e as objetivas utilizadas. Mais megapixels permitem grandes impressões e recortes no pós-tratamento das imagens sem perda expressiva de qualidade. São ideais para impressões em grande formato, como pôsteres.

 

 Os novos modelos de câmeras apresentam, em sua grande maioria, sensores de 12 MP, 14 MP, 18 MP e até 21 MP.

Para evitar que partículas de sujeira se acumulem sobre os sensores, alguns modelos possuem um mecanismo de vibração do sensor e até mesmo o acionamento de um jato de ar.

 

 

2 – ZOOM E OBJETIVAS (LENTES)

 

Se você procura uma câmera com muito zoom, saiba diferenciar o zoom óptico do zoom digital. O zoom óptico refere-se a um mecanismo que permite a variação da distância focal, ou seja, é o zoom real da câmera.

 

Já o zoom digital é feito por um software da câmera, este tipo de zoom simula uma aproximação de uma imagem, mas na verdade apenas amplia os pixels já captados, por isso resulta na perda da qualidade da foto.

 

Objetivas com menores valores “f” são mais luminosas, por exemplo, f/1.2, f/1.4 e f/2.8, assim, quanto menor seu valor, maior será a quantidade de luz captada.

 

As novas objetivas de câmeras DSLR apresentam o recurso que reduz as vibrações no momento do disparo e evitam que as imagens saiam tremidas. O recurso de estabilização de imagem é indicado pelas letras IS (Image Stabilization) nas objetivas Canon e VR (Vibration Reduction) nas lentes da Nikon.

 



 

 

3 – ISO (International Organization for Standardization)

 

O ISO indica a sensibilidade dos sensores das câmeras digitais em relação à luz. Maiores valores de ISO permitem fotografar em baixas condições de iluminação, como em uma mata densa, por exemplo, ou utilizar velocidades mais rápidas do obturador.  No entanto, ao se utilizar valores mais elevados de ISO, aumentasse o ruído, ou seja, mais evidente será a “granulação”da imagem.

 

Por outro lado, modelos modernos de câmeras digitais permitem utilizar valores de ISO ao redor de 1600 sem perda significativa na qualidade da imagem. As sensibilidades ISO podem ser facilmente ajustadas nas compactas e DSLR e seus valores normalmente variam entre ISO 100 e ISO 6.400. Além disso,alguns modelos apresentam o modo expansível para ISO 12.800 e até mesmo ISO 25.600.

 

 


  


 

4 – PILHA X BATERIA

 

Normalmente pilhas são mais baratas e podem ser adquiridas com maior facilidade, no entanto, costumam levar mais tempo para recarregar em relação às baterias. Ter pelo menos uma bateria sobressalente para sua câmera é uma ótima opção. Caso sua câmera utilize pilhas, dê preferência às recarregáveis.

 

 

5 – IMAGEM AO VIVO (LIVE VIEW)

 

As novas câmeras DSLR - Digital Single Lens Reflex ou "câmera digital de reflexo por uma lente" - apresentam o recurso de imagem ao vivo, ou seja, é possível fazer registros pelo monitor LCD. Nas câmeras DSLR mais antigas era possível apenas conferir o resultado pelo LCD, sendo o enquadramento feito pelo visor óptico. O recurso de imagem ao vivo torna-se útil para situações em que é difícil observar a cena apenas pelo visor óptico.

 

 

6 - GRAVAÇÃO DE VÍDEO

 

Se você busca uma câmera que produz vídeos em alta definição saiba diferenciar os modos de vídeo HD e Full HD. Os vídeos em HD (Hight Definition) apresentam resolução de 720 x 480 e são indicados para filmagens não profissionais e para serem compartilhados em websites, pois apresentam qualidade e possuem velocidade de download mais rápido. Por outro lado, vídeos na resolução em Full HD (1920 x 1080) com quadros selecionáveis de 24 p, 25 p ou 30 p, apresentam qualidade de cinema, no entanto, geram arquivos bastante pesados.

  

  

7– MONITOR ARTICULADO E LCD (LIQUID CRYSTAL DISPLAY)

 

O monitor articulado é prático para gravar vídeos e fotografar objetos difíceis de serem registrados pelo visor óptico ou pelo LCD comum, como objetos que estejam no chão, ou fazer uma foto no meio de uma multidão. Câmeras mais modernas possuem monitor articulado de 3 polegadas.

 



 

 

8 – FRAMES POR SEGUNDO (FPS)

 

Representa o número de imagens que a câmera captura em 1 segundo. Câmeras profissionais chegam a registrar até 10 fps. São úteis para registrar eventos esportivos, como jogos e corridas, em que os acontecimentos ocorrem em milésimos de segundo. 

 


9 – DURABILIDADE DO OBTURADOR

 

O obturador é um dispositivo que funciona como uma cortina que abre e fecha, controlando o tempo de exposição do sensor das câmeras digitais à luz. Mesmo as câmeras digitais mais modernas possuem um tempo de vida útil limitado pelo obturador. Assim, cada modelo de câmera digital possui uma média de “cliques” que podem ser feitos, antes que o equipamento fique gasto e precise ser enviado para a assistência técnica autorizada.

 

A durabilidade estimada do obturador da Canon EOS Rebel T1i, por exemplo, em condições ideais de uso, pode chegar a 100 mil ciclos. Por outro lado, o modelo Canon EOS 1D Mark IV pode atingir os 300.000 disparos.

 


10 – ASSISTÊNCIA TÉCNICA

 

Evite adquirir câmeras de marcas que não possuam assistência técnica autorizada no Brasil, a fim de evitar futuras complicações, caso sua câmera apresente algum problema. Marcas conceituadas como Canon e Nikon oferecem este tipo de serviço em território nacional.



 

Pelo bem da floresta

Posted on May 28, 2011 at 10:50 PM Comments comments (0)

Pesquisa isolou, selecionou e caracterizou bactérias com potencial biotecnológico em floresta de araucária na Serra da Mantiqueira

 A busca por tecnologias limpas e que não ofereçam riscos ao ambiente e ao ser humano é cada vez mais intensa. Uma das possibilidades refere-se ao emprego de micro-organismos como uma alternativa à utilização de fertilizantes químicos e agrotóxicos, ao serem aplicados como biofertilizantes e agentes do controle biológico. “As rizobactérias promotoras do crescimento de plantas (RPCP) podem favorecer o desenvolvimento vegetal por meio de múltiplos mecanismos de ação, a partir da produção de substâncias reguladoras do crescimento, pelo aumento na disponibilização de nutrientes na rizosfera, bem como pela supressão de fitopatógenos neste ambiente”, comenta Carlos Marcelo Ribeiro, biólogo e autor da pesquisa que buscou isolar, selecionar e caracterizar bactérias com potencial biotecnológico em Araucaria angustifolia. “Esta é a única espécie do gênero que ocorre naturalmente no Brasil, está criticamente ameaçada de extinção e apresenta grande importância sócio-econômica e ambiental”, comenta Ribeiro.

 

Desenvolvido no programa de pós-graduação em Microbiologia Agrícola da ESALQ, o estudo está inserido no projeto temático “Biodiversidade vegetal e de organismos edáficos em ecossistemas de Araucaria angustifolia naturais e impactados no Estado de São Paulo”, financiado pela FAPESP e coordenado pela professora Elke Jurandy Bran Nogueira Cardoso, do Departamento de Ciência do Solo (LSO). De acordo com o pesquisador, os mecanismos de ação desenvolvidos por RPCP são amplamente descritos em culturas agronômicas, no entanto, estudos conduzidos com espécies arbóreas, sobretudo em coníferas, ainda são incipientes.

 

Da floresta ao laboratório - Para viabilizar a pesquisa, a coleta de raízes de araucária foi realizada em uma floresta de mata nativa no Parque Estadual de Campos do Jordão, localizado na Serra da Mantiqueira, em Campos do Jordão (SP). Após a coleta, as análises ocorreram no laboratório de Microbiologia de Solo, no LSO. “O isolamento das bactérias associadas às raízes foi efetuado utilizando meios de cultura específicos. Os isolados bacterianos obtidos passaram por inúmeros testes, buscando-se selecionar os mais promissores. Dentre eles, avaliou-se a produção de hormônios, como auxinas, solubilização de fosfato, fixação assimbiótica de nitrogênio, produção de fosfatases, síntese de sideróforos e antagonismo a fungos patogênicos de espécies arbóreas”, explica o biólogo. Finalmente, os melhores isolados bacterianos foram caracterizados por meio de análises bioquímicas e moleculares.

 

Os resultados mostraram que esses micro-organismos apresentam grande potencial biotecnológico, pois são capazes de aumentar os níveis de nutrientes no solo, como o fósforo e o ferro, e produzirem hormônios que beneficiam o crescimento vegetal. Somados a isso, está a capacidade dessas bactérias em inibirem o crescimento de fungos que causam doenças em espécies arbóreas de grande importância econômica, como Pinus e Eucalyptus.

 

Desdobramentos - Além do autor da dissertação e de sua orientadora, atualmente a aluna de doutorado Marina Yumi Horta Miyauchi desenvolve experimentos nessa linha de pesquisa. O estudo originou ainda um projeto de iniciação científica, conduzido pelo aluno de Engenharia Agronômica Thiago Gumiere, que avaliou a produção de hormônios vegetais (auxinas) produzidos pelos isolados bacterianos, selecionados ao longo do mestrado de Ribeiro, sob o crescimento in vitro de A. angustifolia e Pinus elliottii. Os resultados obtidos foram promissores, favorecendo o crescimento dessas plantas. Além disso, a aluna de doutorado Marina Yumi Horta Miyauchi vem realizando alguns testes para verificar qual seria o melhor veículo para aplicação destas bactérias nas plantas. Para Carlos Ribeiro, o desdobramento da sua pesquisa poderia ocorrer também a partir de uma aproximação com o setor produtivo. “Uma possibilidade seria firmar parcerias com empresas, sejam elas produtoras de inoculantes ou até mesmo de defensivos químicos, que demonstrem interesse por esses micro-organismos promissores. Essas bactérias, após a realização de experimentos específicos, poderiam ser utilizadas como fertilizantes biológicos e agentes de controle de doenças, podendo beneficiar inúmeras culturas”.

 

 

 Fonte: ESALQ Notícias, Ano VIII, Número 23, Março/2011.

 

  




 

Lançamentos em primeira mão: novas câmeras Canon EOS Rebel T3 (Canon EOS 1100D) e Canon EOS Rebel T3i (Canon EOS 600D)

Posted on February 22, 2011 at 9:00 PM Comments comments (0)

 

A Canon apresenta no início de 2011 suas novas câmeras DSLR, EOS Rebel T3 e a EOS Rebel T3i, agora com recursos ainda mais inteligentes

 

 A Rebel T3i conta com um Guia de Instruções, que permite que os usuários naveguem através de suas funções e recomendações para várias definições. O modo automático de Cenas Inteligentes, o mais intuitivo em um equipamento da linha Rebel, traz análises completas e otimização de definições. Uma das soluções mais procuradas e requisitadas para uma máquina fotográfica DSLR, a nova EOS Rebel T3i possui uma tela LCD de três polegadas com variação de ângulos, ideal para tomadas aéreas.

 

 Usufruindo dos vídeos em HD, 18 megapixels de resolução, tela LCD com variação de ângulo, entre outros recursos, a EOS Rebel T3i é a câmera para amadores avançados. Já o modelo T3, oferece opções de captura de imagens em HD, 12 megapixels de resolução e o Guia Informativo de Recursos, juntamente com a velocidade e qualidade de imagem em baixa iluminação de uma câmera Canon. Os dois modelos são compatíveis com a linha completa de mais de 60 lentes EF e EF-S da marca.

 

Novo Guia de Recursos EOS

 

 O Guia Informativo de Recursos tem uma tela com descrições e definições rápidas. É indicado para iniciantes, pois conta com recomendações práticas para explicar o funcionamento do equipamento. O manual contém orientações de como usar, por exemplo, o ajuste de abertura, no modo automático criativo da Canon.

 

Básico + Função

 

 A Canon auxilia os fotógrafos amadores avançados a serem mais criativos, já que os ajustes da câmera são fáceis de entender. No modo de disparo automático, seja para retrato, paisagem, closes, ação ou fotos noturnas, é possível acessar um menu rápido para cada ambiente da cena. Ao tirar fotos em uma das ?zonas básicas?, os usuários podem adaptar a câmera com a luz ou o tipo de cena. O guia também tem as opções: vívidas, suave, quente, intenso, fria, brilhante, escuro, monocromático; enquanto a luz é selecionada por: luz do dia, sombra, nublado, luz de tungstênio, luz fluorescente ou pôr-do-sol.

 

Câmera digital EOS Rebel T3i

 

 

 

Um A+ para Modo Automático

 

A nova tecnologia automática de Cena Inteligente, marcada pelo modo verde com um quadrado desenhado ?A+?, tem agora o Estilo de Foto como parte do recurso ?Auto? da câmera. Ao detectar rostos, cores, brilho, movimento e contraste, dinamicamente ela se ?adapta? aos parâmetros para encontrar o controle do foco e da vivacidade. Antigamente, o modo automático ajustava exposição, foco, balanço de branco e otimizador automático de luz. Com o novo recurso, a câmera ajusta definições baseadas no assunto a ser fotografado, reproduzindo melhor os tons da pele, o azul do céu e as paisagens com cores mais vívidas, como um carro vermelho para cores mais saturadas e pôr do sol para imagens mais expressivas.

 

Recursos Rebel

 

A inovadora T3i apresenta tela de LCD com variação de ângulo, com 1,400,000 pontos de resolução VGA, revestimentos anti-reflexo e é resistente a sujeira para visualização clara e brilhante de qualquer ótica. O painel ajuda a compor disparos em ângulos baixos ou aéreos, seja para fotos ou vídeos em Full HD.

 

A Canon EOS Rebel T3i oferece aos profissionais e amadores ferramentas que permitem aplicar filtros criativos às imagens depois de terem sido fotografadas, sem alterar o arquivo original. Com os novos recursos, similares com as das câmeras da linha Canon PowerShot e a Canon EOS 60D fazem uma imagem com uma cópia alterada através das quatro opções de filtro:

 

- Soft Focus com efeito, que ajuda a dramatizar uma imagem mais suave e reflexos brilhante;

- Preto e Branco pode dar uma perspectiva diferente e nostálgica de qualquer disparo;

- "Toy Camera" que adiciona vinhetas e mudança de cor para uma opção criativa ao fotografar uma cena colorida;

- Os usuários podem fazer uma cena aparecer como um modelo em escala reduzida, simulando o olhar de uma lente tilt-shift, com efeito miniatura.

 

Outra novidade é a Canon Aspect Ratio, uma característica em que a tela pode exibir linhas de corte nas proporções 1:1,16:9 ou 4:3 , além do padrão de 3:2. Estas grades facilitam a composição de imagens e podem acelerar a impressão usando o software Digital Photo Professional. O recurso também pode ser aplicado em imagens com formato JPEG.

 

Vídeos em Full HD

 

A EOS Rebel T3i, com captura de vídeo Full HD de 1920 x 1080 de 24p, 25p ou 30p, será de grande interesse para os estudantes de cinema e cineastas profissionais. O recurso incorpora duas tecnologias Canon para processamento de vídeo HD: um processador de imagem DIGIC 4 e um sensor CMOS APS-C de grande porte para capturar detalhes finos e cores, com profundidade de campo. A EOS Rebel T3i permite três modos de gravação - Full HD e HD em formato 16:9 e definição padrão (SD), em uma proporção de 4:3, todos com taxas de quadro selecionáveis.

 Ao gravar vídeos em Full HD, a Rebel T3i fornece potência de zoom adicional sem comprometer a qualidade, proporcionando aos usuários de 3x a 10x. Ao contrário dos modelos padrões, o Zoom Digital Movie corta a imagem de vídeo diretamente a partir do sensor CMOS com resolução Full HD.

 

Recursos adicionais

 

Acoplado à tela LCD ajustável, a EOS Rebel T3i tem o sensor CMOS de 18 megapixels, processador de imagem DIGIC 4, sistema de autofoco de nove pontos e 63 zonas de dupla camada do sistema de medição. Capaz de capturar os mínimos detalhes da vida selvagem em movimento, a Rebel T3i faz até 34 disparos consecutivos, com resolução completa JPEG, ou até 11 imagens RAW em velocidades de até 3,7 quadros por segundo para cada SD, SDHC ou com os novos cartões de memória SDXC de capacidade estendida.

 

O Rebel T3i inclui ainda uma gama de ISO 100-6400 para captar imagens sem a necessidade de um flash. A máquina também conta com um flash embutido para aqueles momentos que exigem luz extra. A T3i possui um transmissor de flash integrado, que facilitam os disparos com multi-flash.

 

 

Preço Canon Rebel T3i: $899.99 com a nova objetiva EF-S 18-55 mm f/3.5-5.6 IS II

 

Câmera digital Rebel T3

 

 A EOS Rebel T3 é projetada para ser a câmera que pode ser manipulada de forma simples e permite fotos com ótima aparência e estilo, para situações de pouca luz.

 

 O equipamento tem sensor de imagem CMOS de 12.2 megapixels, processador de imagem DIGIC 4, nove pontos de foco automático e 63 zonas de medição de camada dupla. Com pixels individuais que medem cerca de dez vezes mais do que um pixel de um sensor de uma câmera compacta, a Rebel T3 é capaz de absorver mais luz com menos ruído.

  

Com isso, o equipamento é o mais adequado para fotos em movimento rápido, tais como a captura de imagens de crianças brincando em até três quadros por segundo. Compatível com SD, SDHC ou os novos cartões de memória SDXC com alta capacidade de armazenamento, a câmera faz filmes em HD 1280x720 com qualidade de imagem surpreendente tanto para fotografias quanto para vídeos.

 

Preço Canon Rebel T3: $599.99 com a nova objetiva EF-S 18-55mm f/3.5-5.6 IS II

 

Nova objetiva

 

 Junto com as câmeras DSLR, a Canon lança um novo kit de lente: a EF-S 18-55mm f/3.5-5.6 IS II, tanto para a configuração Rebel T3i como para a Rebel T3.

A EF-S 18-55mm f/3.5-5.6 IS II apresenta zoom de grande angular para médio alcance, com sistema de estabilização de imagem, que previne até quatro pontos de vibração de imagem. A versão II desta lente com estabilizador de imagem inclui novos algoritmos para distinguir entre o fotografar normal e quando a câmera fornece automaticamente o nível ótimo de correção de vibração de imagem.

 

Fontes:

http://www.photographyblog.com/news/canon_eos_600d_rebel_t3i/

 

http://www.photographyblog.com/news/canon_eos_1100d_rebel_t3/

 

http://www.s2publicom.com.br/imprensa/ReleaseTextoS2Publicom.aspx?press_release_id=24477

 

 

 

 

Steve Irwin: O Cacador de Crocodilos

Posted on February 5, 2011 at 8:50 AM Comments comments (0)


Descubra a trajetória do naturalista e apresentador australiano que dedicou toda sua vida à preservação de animais selvagens

 

Stephen Robert Irwin, ou apenas Steve Irwin, como se tornou mundialmente conhecido, nasceu em 22 de fevereiro de 1962 em Essendon, subúrbio de Melbourne, Victoria, na Austrália.

 

Seus pais, Bob Irwin, especialista em herpetologia, e Lyn, expert em reabilitação de animais selvagens, fundaram um parque zoológico na década de 70 na Austrália. Foi nesse ambiente, rodeado por crocodilos e outros répteis, que Steve cresceu e sempre trabalhou.

 

Em 1992, Steve casou-se com Terri, naturalista e companheira de suas aventuras.

 

A fama mundial de Steve foi adquirida por meio de seu programa "O Caçador de Crocodilos", produzido entre os anos de 1997 e 2004. A série também contava com a colaboração de sua esposa, Terri Irwin.

 

Steve e Terri tiveram dois filhos, Bindi Sue Irwin e Robert Clarence. Bindi seguiu os passos dos pais e tornou-se uma estrela televisiva com o programa "As Aventuras de Bindi", exibido pelo canal Discovery Kids.

 

O naturalista também recebeu diversos prêmios e reconhecimentos por seus projetos de reabilitação e reintrodução de crocodilos para locais apropriados, sem o uso de tranquilizantes e de maneira totalmente segura.

 

Steve faleceu em 4 de setembro de 2006, durante a gravação de um documentário sobre animais marinhos. Steve mergulhava na região nordeste da Austrália quando segurou uma raia e foi atingido fatalmente em seu coração.

 

O produtor dos programas de Steve, John Stainton, comovido, comentou sobre a fatalidade: "Ele segurou a raia e o barbilhão do animal entrou no peito dele, abrindo um buraco em seu coração. Provavelmente ele morreu na hora. Não acredito que tenha sentido dor".

 

Conheça alguns dos melhores vídeos de Steve Irwin:

 

O Caçador de Crocodilos (Crododile Hunter)

 

You need Adobe Flash Player to view this content.


 

Momentos embaraçosos

 

You need Adobe Flash Player to view this content.


 

O último programa de Steve Irwin (Ocean's Deadliest)

 

You need Adobe Flash Player to view this content.

Ocean's Deadliest foi apresentado pela primeira vez no Discovery Channel em 21 de Janeiro de 2007

 

Se sua intenção era saber mais sobre Austin Stevens "O Caçador de Serpentes", acesse:

 

http://biophotos.webs.com/apps/blog/show/4068375-top-5-os-5-videos-mais-espetaculares-do-ca-ador-de-serpentes






Lançamentos Canon 2011: Câmeras Compactas

Posted on January 31, 2011 at 4:40 PM Comments comments (0)

 

Em um formato fácil de usar, as câmeras digitais PowerShot A-Series possuem vídeo HD, além de tecnologia avançada e inteligente com preços competitivos

Com o objetivo de instituir novas e criativas opções e funcionalidades mais amigáveis ao usuário, a Canon Latin America, líder em imagem digital, lançou a expansão da PowerShot A-Series com cinco novos modelos compactos: a PowerShot A 3300 IS, A3200 IS, A2200, A1200 e A800, que contam com recursos que facilitam a captura da imagem.

 

 Pela primeira vez, quatro das câmeras PowerShot A-Series terão gravação de vídeos em HD 720p, opção avançada Smart AUTO que inclui o Subject Detection e Filtros Criativos, além de Toy Camera e Modo Monocromático, o que aumenta a eficiência do usuário.

 

 

Imagens bonitas feitas de forma simples

 

As câmeras A3300 IS, A3200 IS, A2200 e A1200 da Canon oferecem 32 situações pré-definidas de disparo em seu recurso avançado Smart AUTO. Outra funcionalidade que torna a captura mais simples das imagens é o Subject Detection, o qual tem um objeto específico tido como o principal ponto focal da imagem.

 

O controle de exibição ao vivo é outra utilidade destes quatro modelos. Com isso, o iniciante tem termos simplificados para alterar os recursos da câmera. Brilho, vivacidade e tons de cor podem ser ajustados sem grandes complicações, o que facilita o controle da aparência e o sentido de uma imagem para os novos usuários.

 

Para garantir um baixo distúrbio durante a captura de fotos de um bebê dormindo ou uma cerimônia de casamento, por exemplo, os modelos PowerShot A3300 IS, A3200 IS, A2200 e A1200 vêm equipados com o novo “Modo Discreto”. Com o aperto de um botão, o Autofoco, som e flash da câmera são desligados e a captura das fotos é feita sem emitir qualquer som, evitando distrações desnecessárias.

 

Para os consumidores que estão no processo de transição do filme para o digital, outro recurso é o Visor Ótico, disponível no modelo PowerShot A1200. O Visor Ótico é um meio de disparar fotos em um dia ensolarado e é uma boa opção para economizar bateria. Outra tecnologia para compensar a potencial trepidação da câmera é a Redução de Mancha, que ajuda a reduzir a distorção da imagem e assegurar fotos nítidas.

 

Imaginação expressa com o Filtro Criativo

 

A opção de Filtro Criativo, das câmeras digitais PowerShot A3300 IS, A3200 IS, A2200 e A1200, é um recurso mais conveniente de acessar modos de cena. Duas novas possibilidades de disparo, Toy Camera e a função Monocromática, se juntam a Super Vivid, Fish-eye, Poster Effect e Miniature Effect para formar o conjunto de Filtros Criativos apresentados nos novos modelos A-Series. O efeito Toy Camera adiciona uma aparência granulada, obscurecida para suavizar as fotos, oferecendo o aspecto dos anos 1960, e a função Monocromática anexa tons preto e branco, azul ou sépia nas imagens, dando uma impressão mais clássica, antiquada.

 

Canon PowerShot A3300 IS, A3200 IS e A2200

 

As câmeras PowerShot A300 IS, A3200 IS e A2200 vêm equipadas com vídeo HD 720p.

 

A PowerShot A3300 IS está disponível em cinco cores vibrantes – cinza, vermelho, azul, prata e rosa – e apresenta um sensor de 16.0 megapixels CCD, um zoom ótico de 5x e Estabilizador Ótico de Imagem, equivalente a uma lente grande angular de 28-140mm e visor de três polegadas.

 

A PowerShot A3200 IS está disponível em quatro cores suaves – laranja, azul, rosa e prata – com um sensor de 14.1 megapixels CCD, zoom ótico de 5x e Estabilizador Ótico de Imagem, uma lente grande angular 28-140mm e visor de 2.7 polegadas LCD.

 

Já o modelo PowerShot A2200 possui sensor de 14.1 megapixels CCD, zoom ótico de 4x, uma lente grande angular 28-112mm e tela LCD de 2.7 polegadas, disponível nas cores preta, azul, prata e vermelho.

 

O lançamento das câmeras digitais PowerShot A3300 IS e A1200 está previsto para o final de fevereiro 2011. A PowerShot A2200 chegará em março de 2011.

 

Câmeras digitais PowerShot A1200 e A800

 

A câmera digital PowerShot A1200 possui gravação de vídeos HD 720p e Visor Ótico. Também inclui o modo fácil e básico de usar da Canon, sensor de 12.1 megapixels CCD, zoom ótico de 4x, lente grande angular 28-112mm e tela LCD de 2.7 polegadas, alimentado por baterias “AA” e está disponível em preto e prata.

 

  Para o usuário mais experiente, a PowerShot A800 oferece sensor de 10 megapixels CCD, mais 19 modos de cenas Smart AUTO, zoom ótico de 3.3x com lente grande angular 37-112mm, tela LCD de 2.5 polegadas e é alimentado por baterias “AA”.

 

O lançamento da PowerShot A1200 está previsto para março e a PowerShot A800 para fevereiro de 2011.

 

 http://www.s2publicom.com.br/imprensa/ReleaseTextoS2Publicom.aspx?press_release_id=24422

 

Possui esta(s) câmera(s)? Por favor, deixe seu comentário!

 

Grandes Migrações - National Geographic apresenta mega produção

Posted on November 7, 2010 at 9:00 PM Comments comments (0)

O Natio lança sua mais nova mega produção: Grandes Migrações – movidos pela sobrevivência.

 

 A produção está dividida em sete episódios e revela aos telespectadores as árduas jornadas que milhões de animais enfrentam para garantir a sobrevivência de sua espécie.         

  Para a realização da série foram necessários dois anos e meio de filmagens em 120 países, passando por todos os continentes.

Confira os episódios:

 

1 – Nascidos para migrar

2 – As novas gerações

3 – Corrida pela sobrevivência

4 – Alimentar-se ou morrer

5 – Por trás das câmeras

6 – A ciência do espetáculo

7 – Uma viagem musical

 

Horário de exibição: A partir de 07/11/2010 (domingo) às 21h no National Geographic.

 

 

You need Adobe Flash Player to view this content.

 

 

 

You need Adobe Flash Player to view this content.

 

   

 

You need Adobe Flash Player to view this content.

 

 

 Fonte:  http://grandes-migracoes.natgeo.com.br/index.php

 

 

 

 

 

Confira a nova geração de câmeras digitais Canon PowerShot

Posted on October 13, 2010 at 2:35 PM Comments comments (0)

 

A PowerShot G12, com vídeos em alta definição, e PowerShot SX30 IS, primeira câmera do mundo com zoom ótico de 35X e lente grande angular de 24mm, trazem um mundo de novas possibilidades para os aficionados por fotografia

 

 A nova PowerShot G12 possui captação de vídeo em alta definição (HD) aliada ao HS System (sistema de alta sensibilidade), que ajuda na qualidade da imagem, mesmo em circunstâncias ou ambientes com pouca luminosidade. Já a PowerShot SX30 IS é a primeira câmera digital do mundo que possui zoom ótico de 35X em uma lente grande angular com a tecnologia de Estabilização Ótica de Imagens, que permite ao usuário clicar de longa distância com muito mais facilidade.

 

Sistema de alta sensibilidade

                           

 O processador de imagem Canon DIGIC 4 combinado com o sensor CCD 10-Megapixel de alta sensibilidade da PowerShot G12, fez do Sistema de Alta Sensibilidade da Canon realçar a qualidade da imagem, além de auxiliar na redução de ruído, elevando o sistema ao nível máximo de qualidade ISO. Um dos grandes desafios dos fotógrafos ao ar livre é a condição do tempo, ou seja, se haverá luz suficiente para conseguir capturar a imagem com apenas um clique. O Sistema de Alta Sensibilidade da Canon possibilita fotos brilhantes e definidas, mesmo sem o uso de flash.

 

Alta definição

   

Com a PowerShot G12, pela primeira vez um modelo PowerShot G-Series poderá gravar vídeos HD (720p). Os fotógrafos agora conseguirão não somente experimentar a qualidade incrível de imagens, mas explorar igualmente o universo dos vídeos em HD.

 

A nova PowerShot SX30 IS também grava vídeos em HD (720p) podendo-se utilizar o zoom ótico de 35X e lente grande angular. Ambas as câmeras possuem reprodução de áudio em som estéreo e função Efeito Miniatura para vídeos, o que permite maior flexibilidade para gravar.

 

PowerShot G12

 

Como o conjunto de característica das câmeras PowerShot G-Series evoluiu, foi essencial criar no novo modelo um controle criativo completo para o fotógrafo. Mantendo a tradição, a PowerShot G12 oferece uma série de modalidades de fotos e gravação com características novas e empolgantes, como a função de cena High Dynamic Range (HDR). A flexibilidade proporcionada aos fotógrafos com esta função permite cliques múltiplos, que compõem uma imagem e auxiliam a captura de toda a magnitude da cena, que consiste em tons escuros e brilhos produzindo uma imagem rica de detalhes. Com o uso de um tripé e apenas um toque no botão disparador rende três imagens sequenciais com várias exposições, e combina-as, então, em uma única imagem otimizada. Um recurso como esse exige, normalmente, um software externo, no entanto, este processo pode ser concluído dentro da câmera, e ajuda a eliminar um passo crítico no processo de criação e edição.

 

 Uma outra adição valiosa a este modelo é a tecnologia Hybrid IS da Canon, que compensa o movimento da camêra, ajudando a criar uma imagem perfeita.

 

 A Canon PowerShot G12 possui um amplo visor LCD de 2,8 polegadas de ângulo-variável e 461.000 pontos de definição que permitem ao fotógrafo um controle visual da imagem em situações adversas, como por exemplo segurando a câmera com os braços estendidos para cima ou para baixo. Um novo seletor de controle foi adicionado à parte dianteira da câmera, para o ajuste fácil das funções, similares a como os usuários operam uma câmera de Canon Digital SLR. A PowerShot G12 apresenta zoom ótico de 5X, com estabilização da imagem e lente angular de 28mm, ideais para fotografar paisagens. Quando usar acessórios opcionais compatíveis, tais como os Flashes Speedlite, uma caixa subaquática ou lente tele-conversor as possibilidades fotográficas para usuários desta nova câmera é quase infinita.

 

Confira uma das principais rivais da Canon PowerShot G12, a Nikon Coolpix P7000.

 

Preço: $499.99

 

PowerShot SX30 IS

 

 A PowerShot SX30 IS é a câmera perfeita para os usuários que fotografam ou fazem vídeos em eventos esportivos ou em ocasiões especiais. A adição da nova super teleobjetiva, que varia desde a ultra-grande angular de 24mm a distância focal máxima de 840mm, oferece resultados únicos e abre um mundo de novas possibilidades para o usuário. Para complementar, a nova tecla Zoom Framing Assist ajuda na captação de imagens a longa distância, mostrando a vista ampliada da área de focagem. Em condições extremas de zoom o usuário pode perder facilmente o controle da imagem a ser capturada. Com o Zoom Framing Assist, o usuário consegue dar o zoom out, encontrar o assunto e, retornar ao zoom in.

 

A PowerShot SX30 IS possui sensor de 14.1 Megapixel, processador de imagem DIGIC 4, visor LCD de 2,7 polegadas e bateria recarregável de lítio, que oferece maior autonomia de uso.

 

Preço: $429,00

 

Fonte: S2 Comunicação Integrada http://www.s2.com.br/

 

Possui esta(s) câmera(s)? Por favor, deixe sua avaliação!

Lançamento: Nikon Coolpix P7000

Posted on October 13, 2010 at 1:25 PM Comments comments (0)

10 megapixels, elevada sensibilidade ISO e gravação de vídeo em HD são alguns dos detaques da nova compacta avançada da Nikon

 

 

 

 A Nikon Coolpix P7000 é um mais novo modelo da extensa linha Nikon Coolpix, representada por câmeras digitais compactas.

 

 A Coolpix P7000 é a sucessora da P6000, atualmente com 1 ano de idade, no entanto, o lançamento oferece um novo design e recursos extras que o tornam completamente diferente.

  

 Os 10 megapixels da Nikon P7000 possui um estabilizador de imagens, 7,1 x de zoom óptico, distância focal de 28-200mm e aberturas de f/2.8-5.6, de ISO de 100 a 6400, gera arquivos RAW , possui visor óptico, sapata para flash externo, modos PASM filmagem, gravação de vídeo HD 720p com som estéreo e microfone e uma tela LCD de 3 polegadas e 920.000 pontos.

 

 Concebida para atrair o fotógrafo entusiasta, a concorrente mais óbvia que da P7000 é a nova Canon PowerShot G12, muito similarres à primeira vista. A Nikon Coolpix P7000 está disponível na cor preta, e custa $ 499,95.

 

Fonte: PhotographyBlog

 

http://www.photographyblog.com

 

 

Possui esta câmera? Por favor, deixe sua avaliação!

Lançamento: Nikon D7000

Posted on September 27, 2010 at 8:45 AM Comments comments (0)

Confira os recursos da mais nova câmera DSLR da Nikon

 

 

  A Nikon D7000, sucessora da D90, traz algumas novidades como o sensor de 16,2 megapixels, proteção contra poeira e umidade, sistema AF de 39 pontos, 6 frames por segundo (fps), gravação de vídeos em Full HD com tempo integral de autofocus e controle de exposição manual.

 

  Os fotógrafos também podem ativar o rastreamento 3D, que segue continuamente assuntos em movimento dentro dos 39 pontos AF, nove pontos do tipo cruzado e um sistema de medição multizona 3D RGB de 2.016 pixels, destacando o ponto de AF ativados no visor, que por sua vez, apresenta cobertura da imagem de 100% e 0.94x de ampliação.

 

 A Nikon D7000 apresenta ISO de 100-6400 que podem ser expandidos para 25.600.

 

 Os modos de vídeo da D7000 oferecem taxas de quadro variável de 20, 24 ou 30 fps em 720p e 24fps cinema-padrão na definição 1080p.

 

 Nos EUA, a Nikon D7000 estará disponível a partir de meados de novembro de 2010 ao preço de $ 1.199,95 para o corpo e $ 1.499,95 para o corpo e lente que inclui a AF-S DX Zoom-Nikkor 18-105mm f/3.5-5.6G ED VR.

 

 

 

Fonte: PhotographyBlog

http://www.photographyblog.com/news/nikon_d7000/

 

Possui esta câmera? Por favor, deixe sua avaliação!

 

Lançamento: Nikon 3100

Posted on September 6, 2010 at 11:20 AM Comments comments (0)

Sensor de 14 Megapixels, gravação de vídeos em Full HD e elevada sensibilidade ISO são alguns dos atrativos da nova DSLR da Nikon 

 

 

 

 A nova Nikon D3100 apresenta 14,2 megapixels com 11 sensores auto-focus (AF), grava vídeos em Full HD e possui AF em tempo integral em Live View. Usando o  AF, a D3100 foca automaticamente em assuntos quando o Live View é ativado, auxiliando a gravação pelo LCD. O Live View é ativado com um simples toque, e a gravação de vídeo em HD é realizada através do acionamento de um único botão.

  

 Os valores normais de ISO da D3100 se estendem desde ISO 100 até 3200, permitindo aos usuários capturar imagens deslumbrantes, mesmo em ambientes com pouca luz. Além disso, pode-se expandir o ISO para 12.800, ampliando as oportunidades para fotos com pouca luz.

  

 Em comparação com a Nikon D3000, a nova Nikon D3100  ganha um modo silencioso, o Shutter Release, que reduz substancialmente o som do retorno do espelho, além do Guide Mode, que agora possibilita visualizar amostras de imagens que mudam com as configurações da câmera, a fim de incentivar os consumidores a atingir o nível desejado para suas imagens. 

 

 O obturador da Nikon D3100 foi avaliado para resistir a 100.000 acionamentos, uma marca excepcional para uma câmera de nível de entrada. A Nikon D3100 estará disponível a partir de meados de setembro, a um preço estimado de 699,95 dólares, incluindo a lente básica.

 

 

 

Fonte: Photography BLOG

http://www.photographyblog.com/news/nikon_d3100

 

 

Possui esta câmera? Por favor, deixe sua avaliação!

Nova Canon EOS 60D

Posted on September 5, 2010 at 6:13 PM Comments comments (0)

Lançamento oferece tela LCD com ângulo variável, gravação de vídeos Full HD, processamento e filtros criativos RAW e 18 Megapixels de resolução

 

 

 

Desenvolvida para amadores avançados, a Canon DSLR EOS 60D substitui a EOS 50D e traz novas características que permitem aos fotógrafos exercitar ainda mais sua criatividade. Este é o primeiro modelo da série EOS a possuir tela LCD de 3´´com ângulo variável, além da tecnologia Clear View da Canon, funcionalidade para gravação de vídeos Full HD com controle manual de nível de áudio e processamento de imagem RAW, além de filtros criativos para manipulação de imagens.

 

 

Funcionalidades inéditas

 

Pela primeira vez na história dos sistemas EOS Canon, a nova câmera 60D possui uma grande tela LCD Clear View de 3´´ com ângulo variável, com resolução VGA de 1.040.000 pontos, revestimentos anti-reflexo e resistentes à sujeira para visualização perfeita de qualquer ângulo. O novo visor é ideal para capturar imagens estáticas ou vídeos em ângulos reduzidos ou acima da linha da cabeça.

As novas funções para edição embutidas na EOS 60D permitem aos usuários melhorar suas imagens sem a necessidade de um computador. O modelo traz processamento de arquivos RAW, menor resolução para cópias de imagens, e filtros criativos para edição e flexibilidade na renderização das imagens.

 

 Entre as opções para processamento RAW disponíveis na EOS 60D estão Estilo de Foto, Balanço de Branco, Color Space, e redução de ruído em ISO alto, além de correção de Iluminação Periférica, de distorção linear e de aberração cromática. Estas ferramentas de edição possibilitam a produção de imagens e a geração de arquivos JPEG com diferentes resoluções e ajustes de compressão ainda em campo, permitindo o compartilhamento imediato sem afetar os dados RAW originais.

  Outra funcionalidade é o redimensionamento de imagens. Depois de capturar uma imagem JPEG em alta ou baixa resoluções, a câmera pode gerar cópias de baixa resolução por meio de comandos de menu. Novas configurações de baixa resolução incluem 1920 x 1280 para exibição otimizada em televisores HD, ou 720 x 480, ideal para upload imediato para redes sociais e outros sites de compartilhamento de fotos. Os arquivos originais em alta resolução não são afetados quando esta função é aplicada.

 

 Gravação de vídeos HD nas EOS: mudança de paradgimas

 

 A EOS 60D permite capturar vídeos Full HD na resolução 1920 x 1080 com quadros selecionáveis de 24p, 25p ou 30p. A gravação 24p ajuda cinegrafistas a conseguir aspecto de cinema em seus filmes sem a necessidade de pós-processamento. Completa captura de vídeo HD, junto a taxas de quadro selecionáveis para NTSC (National Television System Committee) e PAL (Phase Alterando Line), tornam a EOS 60D a câmera ideal para estudantes de cinema e de fotografia.

 

 O modelo também inclui controles manuais de exposição para filmes, bem como níveis manuais de áudio de até 64 etapas, além da atualização recente do firmware para a EOS 5D Mark II HD-SLR. Usuários podem definir níveis de áudio na tela traseira do menu antes do início das filmagens (uma vez que a gravação é inicializada, ajustes de áudio não são possíveis). Além disso, a Canon traz um filtro de vento para controle de áudio no menu de filmagem.

 

 A Canon incluiu recurso adicional de edição do filme, que possibilita reduzir arquivos de vídeo utilizando segmentos de clipping e remover partes indesejadas, sem a necessidade de software externo. Esse recurso acelera o fluxo de trabalho, diminuindo o tempo necessário para carregar clipes de vídeo para um computador para posterior edição e montagem. A EOS 60D também possui o modo de corte em vídeos, que permite obter ampliação de até 7x ao gravar em formato SD. Ao contrário do zoom digital disponível em muitas câmeras compactas, o modo de corte edita a imagem diretamente por meio do sensor CMOS, com resolução máxima SD, para preservar a qualidade da imagem e ainda oferecer capacidade telefoto adicional.

 

 Para proporcionar acesso à lente certa para qualquer cenário, a EOS 60D câmera DSLR é compatível com mais de 60 modelos de Canon EF e EF-S. As funções de vídeo são suportadas pelas tecnologias proprietárias Canon, processador de imagens DIGIC 4 e grande sensor CMOS APS-C, que capta detalhes e cores com profundidade de campo cinematográfica.

 

 A  Canon EOS 60D oferece três modos de gravação de vídeo Full HD e HD em formatos 16:9 e padrão (SD), em uma proporção de 4:3, todos com taxas de quadro selecionáveis. Grava também Full HD em 1920 x 1080 pixels nas taxas de quadro selecionáveis de 24p (23.976), 25p ou 30p (29.97); 720p a 50p ou 60p (59.94) e vídeo SD a 50p ou 60p (59.94). A EOS 60D possui um botão dedicado para iniciar a exibição de vídeo e foto digital. Depois de acionado, o mesmo botão inicia e para a gravação.

  

Outras novidades

 

 Junto ao LCD ajustável, a EOS 60D DSLR traz sensor de 18 megapixels Canon, processador de imagem DIGIC 4, sistema de focagem automática de nove pontos e o sistema exclusivo de medição Canon, o iFCL (Foco Inteligente, Cor, Luminância). Capaz de capturar ações rápidas, a DSLR-60D grava imagens fixas em até 5,3 frames por segundo (fps) e armazena imagens e clipes de vídeo em cartões de memória SD, SDHC ou SDXC, com memória estendida.

 

 O sistema de auto-focagem (AF) de 9 pontos de tipo cruzado também proporciona focagem precisa, com um ponto central extra sensível para objetivas com velocidades acima de f/2.8. Como na EOS 7D, o ponto central AF central é um híbrido cruzado padrão e desenhado em diagonal, no formato de um “X”, com alta precisão. Complementando o sistema de AF, o sistema de medição da Canon (iFCL), idêntico ao disponível na EOS 7D e Rebel T2i, considera informações de cor e inclui sensor de medição de 63 zonas de camada dupla que identificam iluminação e cor para resultados consistentes em todas as condições de luz , mantendo estáveis os níveis de exposição, mesmo que haja mudança na fonte de luz.

 

 Para capturar boas imagens em ambientes com pouca luz, a EOS 60D dispõe de um intervalo ISO de até 6400, expansível até 12800, que permite a produção de belas imagens sem flash, ainda que um flash embutido esteja também disponível para utilização. O modelo traz um transmissor de flash embutido para o controle de até dois grupos de flashes externos sem a necessidade de um transmissor externo, fornecendo uma solução econômica para sessões com múltiplos flashes.

 

 Para mais conveniência em composições, o visor ótico da EOS 60D oferece 96% de cobertura, juntamente com um display eletrônico embutido, que utiliza a escala de nível de exposição abaixo à área da imagem para alertar o fotógrafo quando a câmera está posicionada corretamente. O display eletrônico também é visível na tela LCD da câmera, nos modos Live View (Visualização Direta) e gravação de filme. Um display horizontal artificial também permite ao fotógrafo saber quando a câmera está em uma posição fixa nivelada. A durabilidade da camêra foi testada para até 100.000 exposições, tornando o modelo ainda mais confiável.

 

 Preço e disponibilidade

 

 A Canon EOS 60D SLR Digital está prevista para ser lançada nos Estados Unidos no final de setembro e o corpo tem preço sugerido de US$ 1.099,00. O modelo também será oferecido em uma versão kit, com a lente zoom Canon EF-S 18-135mm f/3.5-5.6 IS USM a um preço estimado de US$ 1.399,00 nos Estados Unidos.

 

Fonte: S2 Comunicação Integrada

http://www.s2.com.br/ReleaseTexto.aspx?press_release_id=24094

 

Pesquisa revela atividade antioxidante e fotoprotetora da araucária

Posted on September 4, 2010 at 10:40 PM Comments comments (0)

Pesquisadora ganha prêmio nos Estados Unidos por trabalho em que investiga mecanismos da produção de biflavonoides na araucária

 

 

Foto: Carlos Marcelo Ribeiro® 

 A pós-doutoranda Lydia FumikoYamaguchi, do Instituto de Química da Universidade de São Paulo (IQ-USP), foi premiada no 2010 Joint Annual Meeting da American Society of Pharmacognosy e da Phytochemical Society of North America, ocorrido em julho, na Flórida, nos Estados Unidos.

 

 O estudo “Biflavonoids biosynthesis in leaves and cell cultures of Araucaria angustifolia” – que envolveu a participação de outros pesquisadores – tenta desvendar os mecanismos bioquímicos e fisiológicos que levam à produção de substâncias conhecidas como biflavonoides na araucária (Araucaria angustifolia), também chamada de pinheiro brasileiro.

 

 O trabalho foi o vencedor na categoria pôster para pós-doutorandos e Lydia recebeu certificado e prêmio em dinheiro. O resultado apresentado envolveu pesquisas conjuntas realizadas no Laboratório de Produtos Naturais (IQ) e no Laboratório de Biologia Celular (Biocel), do Instituto de Biociências da USP.

 

  Seu projeto de pós-doutorado, intitulado “Estudo da biossíntese e das propriedades antioxidantes de biflavonoides de Araucaria angustifolia”, teve supervisão do professor Massuo Jorge Kato, do IQ. O trabalho, com Bolsa da FAPESP, está vinculado a diferentes projetos do Programa Biota-FAPESP.

 

 De acordo com Lydia, durante seu doutorado (em que também teve Bolsa da FAPESP) o trabalho focou no estudo da purificação dos biflavonoides, sua identificação e atividade antioxidante e fotoprotetora. “Em estudos prévios, havia sido descrito a presença dessas substâncias na araucária, mas não havia trabalhos que investigassem sua atividade”, disse à Agência FAPESP.

 

 “No estudo, descrevemos a atividade antioxidante e fotoprotetora desses compostos. Após esta fasem decidimos estudar os processos biossintéticos que ocorrem nas folhas (acículas) da planta”, disse Lydia.

Com o término do doutorado em 2004, Lydia iniciou pesquisas no pós-doutorado para investigar como esses biflavonoides são biossintetizados pelas araucárias, tema então ainda pouco explorado.

 

 Uma das dificuldades, quando iniciou os estudos com enzimas da folha da araucária, foi conseguir padronizar os experimentos. Por conta disso, decidiu estudar variações sazonais e circadianas da atividade enzimática.

 

 “Chegamos à conclusão de que as enzimas eram ativas à noite e que em determinadas épocas do ano não havia atividade enzimática. Isso era mais um complicador para trabalhar com as acículas, além da presença de algumas substâncias como fenólicos, proteases e clorofila, que também podem interferir no estudo enzimático”, explicou.

Em culturas celulares mantidas no Biocel – que investiga a fisiologia da araucária e mantêm células embrionárias em cultura –, a pesquisadora pôde constatar que não havia produção de biflavonoides nas culturas. Mas, ao adicionar apigenina [flavonoide natural, encontrado em frutas e vegetais], um precursor da biossíntese, foi possível observar a produção de biflavonoides.

 

 “A surpresa foi que conseguimos identificar o mesmo biflavonoide que havia nas folhas. Consideramos que outras enzimas e proteínas seriam responsáveis pela formação final desses compostos”, disse.

Segundo a pesquisadora, na cultura celular não havia ou não estava ativa a maquinaria para formação do precursor. “Não havia a produção de biflavonoides pela falta do precursor e ao adicioná-lo, o sistema biossintético para produção das substâncias entraria em ação”, disse.

Preservação da espécie

 

 De acordo com Lydia, os resultados do estudo abrem a perspectiva de uma melhor compreensão dos fenômenos da formação dos biflavonoides e das suas funções biotecnológicas e ecofisiológicas.

“A presença dos bioflavonoides suscita interesses tanto para o estudo de suas funções ecofisiológicas como para utilização em algum produto cosmético ou farmacêutico”, disse.

  

  Outra planta que contém os mesmos tipos de biflavonoides é a Ginkgo biloba, muito utilizada na medicina tradicional chinesa. “Mas a ideia da pesquisa durante o doutorado com a araucária era ter uma fonte brasileira de biflavonoides para ser utilizado em cosméticos, nutracêuticos e outros tipos de produtos”, disse, explicando que foi feito um pedido de patente relacionado ao tema da pesquisa.

“Conhecer os mecanismos bioquímicos e fisiológicos da planta é de grande importância também por gerar conhecimento básico sobre ela mesma, além de ajudar na preservação da espécie”, destacou.

A pesquisadora lembra que a Araucaria angustifolia é uma conífera endêmica da América do Sul e que “a exploração indiscriminada a colocou na lista oficial das espécies da flora brasileira ameaçadas de extinção”.

 

 De acordo com o Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da USP, dos 20 milhões de hectares originalmente cobertos pela floresta de araucária no país, atualmente, restam apenas 2%.

 

 Nas próximas etapas da pesquisa, Lydia pretende realizar o sequenciamento das enzimas e das proteínas relacionados à biossíntese de biflavonoides e de seus respectivos genes. Segundo ela, o trabalho premiado – que foi apresentado em formato de pôster –, será acrescido com mais dados e, posteriormente, submetido para publicação.

Participam das pesquisas o professor Massuo Kato, coordenador do Laboratório de Produtos Naturais do IQ, a professora Eny Segal Floh, coordenadora do Biocel e do projeto “Estudos de embriogenese e conservação em espécies arbóreas”, e a professora Vanderlan Bolzani.

 

 O trabalho premiado é assinado por Lydia Yamaguchi, André L. W. dos Santos, pós-doutorando do Biocel, e Ana Lúcia Peluzzo, bolsista de iniciação científica do Biocel, além dos professores Kato e Eny.

  

 Fonte: Agência FAPESP - http://www.agencia.fapesp.br/materia/12630/oxidante-e-fotoprotetora.htm

Picadas negligenciadas

Posted on August 9, 2010 at 5:58 PM Comments comments (0)

Acidentes com animais peçonhentos estão entre as principais doenças negligenciadas e atingem as populações mais pobres, indica estudo feito no Instituto Butantan

  

  A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que anualmente 5 milhões de pessoas sofram algum tipo de acidente envolvendo serpentes. A metade dos casos resulta em diversos graus de envenenamento, ocasionando cerca de 120 mil mortes e 250 mil indivíduos que carregarão sequelas.

      

 Esses números levaram a OMS a enquadrar o acidente com serpentes na lista de doenças tropicais negligenciadas (DTNs), que reúne enfermidades erradicadas ou praticamente erradicadas nos países desenvolvidos, mas que persistem naqueles em desenvolvimento.

 

“Como as comunidades atingidas têm pouca voz política, essas doenças ganham baixo impacto nas agendas de saúde mundiais”, disse Denise V. Tambourgi, diretora do Laboratório de Imunoquímica do Instituto Butantan de São Paulo (SP).

 

  O assunto foi abordado em uma conferência dada pela cientista durante a 62ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), realizada no fim de julho, em Natal.

 

 Cerca de 1 bilhão de pessoas no mundo são vítimas de doenças tropicais negligenciadas, um grupo que engloba enfermidades como dengue, hanseníase, doença de Chagas, leishmaniose e esquistossomose.

                                  

 Os acidentes com serpentes chegam a ser mais numerosos do que casos de doenças como a dengue, que tem atingido 500 mil pessoas por ano e provocado a morte de 19 mil, apontou Denise, que conta com um Auxílio à Pesquisa – Regular da FAPESP para estudar os mecanismos moleculares de ação do veneno das lagartas Premolis semirufa.

      

 De acordo com a cientista, as ocorrências com serpentes devem ser ainda mais numerosas do que o apontado pela OMS, uma vez que o registro desses acidentes não é feito em todos os países. A situação se torna ainda mais grave se forem considerados acidentes com outros animais peçonhentos.

 

 “Acidentes com aranhas são comuns e os registros de picadas de escorpiões têm crescido nos últimos anos”, disse. Segundo ela, a lista da OMS deveriam abranger acidentes com todos os animais peçonhentos no grupo de doenças tropicais negligenciadas.

         

 A importância do assunto tem levado o Instituto Butantan a investir no aprimoramento do antiveneno de outros animais além das serpentes, como é o caso da aranha marrom.

   

 Mesmo sem ter o número exato de acidentes, pode se concluir que a maioria ocorre nos países mais pobres. Segundo Denise, há uma relação direta entre a quantidade de ocorrências com animais peçonhentos e a pobreza. Há estudos mostrando que o número de mortes desse tipo é maior nos países com menor índice de desenvolvimento humano (IDH).

 

 “O problema é mais preocupante na África, onde há uma crise na produção e na distribuição de antivenenos”, disse. No continente africano não há laboratórios produtores de antiveneno, o que aumenta a dificuldade de acesso a esse tipo de medicamento.

 

 Para enfrentar a questão foi criada na Austrália a Iniciativa Global para Acidentes com Serpentes, que estabeleceu uma série de metas que objetivam auxiliar as nações mais carentes a lidar com o problema.

 

Fazem parte da lista o levantamento de informações confiáveis sobre esses acidentes, a melhora na produção de antivenenos, o auxílio aos países pobres no desenvolvimento de soros específicos, a produção regional desses soros a preços acessíveis e estudos sobre a eficácia dos antivenenos.

 

“Esses ensaios clínicos são mais complicados do que os testes de outros tipos de medicamentos, pois você não pode administrar placebo em um suspeito de picada de cobra”, explicou Denise.

 

A Iniciativa Global almeja um sistema eficiente de distribuição dos soros observando-se a ocorrência das espécies de serpentes de cada região, além da criação de um programa de educação preventiva aos acidentes e de outro para apoiar as vítimas com sequelas.

Outra meta seria a criação de um fórum permanente de agentes de saúde com o objetivo de monitorar os casos e deliberar ações para combater esses acidentes.

 

 No Brasil, apenas em 2006 tornou-se obrigatória a notificação dos acidentes com animais peçonhentos. Em 2008, o país apresentou mais de 100 mil ocorrências do tipo, sendo 27 mil com serpentes e 20 mil envolvendo aranhas.

 

 Mais soros polivalentes

 

 Denise afirma ser fundamental a distribuição e o acesso aos antivenenos para a redução dos casos. O Instituto Butantan tem trabalhado para aprimorar os antivenenos que produz, de modo a ampliar sua ação para um número maior de espécies.

 

 Das mais de 20 espécies existentes do grupo Bothrops, da jararaca, no Brasil, apenas cinco participam da mistura de imunização utilizada para a produção do soro polivalente no país. Devido às variações entre as espécies, não há garantias de que o soro terá uma neutralização dos venenos de todas.

  

 Para atender a todo o Brasil, os pesquisadores do Butantan têm de lidar com uma tarefa árdua: conseguir um conjunto de venenos que neutralize ao máximo a ação tóxica de todos eles.

 

 “Isso não é fácil, pois os venenos são misturas químicas muito complexas e que possuem uma ampla variação”, disse Denise. Para enfrentar esse desafio, os pesquisadores do Butantan desenvolveram métodos in vitro para analisar a ação dos soros terapêuticos.

 

 É um equilíbrio difícil. Temos de desenvolver antivenenos que apresentem o mínimo de toxicidade, com uma máxima capacidade neutralizante para os venenos das diferentes espécies de serpentes que ocorrem em todo o território nacional”, disse.

  

 Fonte: Agência FAPESP – Por Fabio Reynol

http://www.agencia.fapesp.br/materia/12595/picadas-negligenciadas.htm

 

 

Nikon Photo Contest International 2010-2011

Posted on August 2, 2010 at 5:31 PM Comments comments (0)

As inscrições para o 33° Nikon Photo Contest International 2010-2011 ocorrem de 01 Setembro até o dia 31 de Novembro de 2010

  

npci

 

 

Desde seu lançamento em 1969, o concurso tem ganho notoriedade entre fotógrafos de todos os cantos do mundo, com mais de 320.000 fotógrafos que enviaram mais de 1.310.000 fotos.

 

Mais de 18.000 fotógrafos de 153 países enviaram cerca de 51.000 fotos no concurso 2008-2009. Esses números representam um novo recorde em relação ao número de concorrentes e  países participantes, fazendo realmente do Nikon Photo Contest International um evento de proporções mundiais.

 

Categorias

 

Incrições para o concurso 2010-2011 serão aceitas em duas categorias – a primeira é uma categoria de assunto livre (categoria A) e a segunda, entitulada “Energia” (categoria B).

 

 Fotos de qualquer assunto ou tema podem ser envaidas para a categoria livre.

  

Na categoria “Energia” devem ser inscritas fotos devem capturar a energia de assuntos que inspiram, motivem ou estimulem.

São esperadas uma grande variedade de assuntos de todo o mundo, nas duas categorias. Concorrentes não poderão inscrever uma mesma foto nas duas categorias simultaneamente.

 

Período de inscrição: 01/09/2010 a 30/11/2010.

Modo de inscrição: Preencha o formulário de inscrição no site do Nikon Photo Contest International 2010-2011(www.nikon-npci.com/) e envie as imagens através do formulário.

 

Número de inscrições: Duas fotos por categoria (quartro no total) podem ser enviadas.

 

Formato: Serão aceitas imagens capturadas com câmeras digitais (não serão aceitas imagens obtidas com câmeras digitais de médio e grande formato) e imagens criadas a partir da digitalização de negativos 35mm ou APS. Imagens editadas ou manipuladas digitalmente também serão aceitas.

 

Tamanho máximo por arquivo: 10 MB

 

Formato de imagem: JPEG

 

Prêmios

 

1° Grande Prêmio

    

Nikon D3S D-SLR camera

AF-S NIKKOR 24mm f/1.4G ED

AF-S NIKKOR 24-70mm f/2.8G ED

Foto ganhadora será exposta na Mini Gallery no site do Nikon Photo Contest International 2010-2011.

 

Primeiro lugar (01 de cada categoria)

 

Nikon D300S D-SLR

SB-900 Speedlight

AF-S DX NIKKOR 18-200mm f/3.5-5.6G ED VR II

AF-S NIKKOR 16-35mm f/4G ED VR

 

Segundo lugar (05 de cada categoria)

 

Nikon D5000 D-SLR

AF-S DX Micro NIKKOR 85mm f/3.5G ED VR

 

Terceiro lugar (10 de cada categoria )

 

Nikon D3000 D-SLR

AF-S DX NIKKOR 18-55mm f/3.5-5.6G VR

 

 Prêmio Talento Emergente (04 de ambas as categorias)

 

Nikon COOLPIX P6000

 

Prêmio Talento Emergente - entre os classificados (16 prêmios de ambas as categorias)

 

Nikon COOLPIX S1000pj

  

As fotos premiadas serão expostas na MiniGallery no site do Nikon Photo Contest International 2010-2011.

 

Fonte:

 

Nikon

http://www.nikon.com/about/news/2010/0630_npci2010_01.htm

 

Nikon Brasil - Udenio Blog

 http://www.nikonbrasil.com.br/blog/

  


Rss_feed

Translator

English French German Spain Italian

Blog

Curta nossa página no Facebook e receba nossas atualizações!

Powered By | Blog Gadgets Via Blogger Widgets

 

Redes Sociais

Curtir no Facebook

Free Wallpapers